terça-feira

O fim das cartas

Bianca AlvesUm britânico de 82 anos de idade passou os últimos 15 anos remontando 98 cartas de amor enviadas à sua mulher que haviam sido picotadas em mais de 2 mil pedaços. Tom Howard enviou as correspondências durante os sete anos que passou viajando pela Europa como trabalhador rural nas décadas de 40 e 50. Sua mulher, Molly, rasgou as cartas depois de encontrar alguém lendo a correspondência, em 1953. Ela picotou cada carta em pelo menos 20 pedacinhos de papel, alguns de tamanho bem pequeno.Howard começou a encaixar e colar os pedaços em 1993 e terminou a tarefa nesta semana, três anos depois da morte de sua mulher. "Ainda sinto muita falta da Molly, mas ter essas lembranças me ajuda." BBC Brasil

Que saudade das cartas que não mandei,
do gosto de cola na língua,
das palavras selecionadas para o amor,
das gotas de perfume que levariam meu corpo guardado num envelope
Saudade do endereço que não esqueço,
da casa de portão amarelo, paredes desbotadas e uma bicicleta na garagem.
É, tenho saudades das coisas que guardavam você.
Ficaram
Apenas as cartas que não mandei e os seus borrões e marcas de batom que pretendiam ser beijos no final das palavras,
do nome,
da data,
e do tempo
do tempo que tornou tudo
desbotado,
amarelado
e grande demais pra ESQUECER.

3 comentários:

  1. Essas cartas amareladas... de endereço certo.. Não sei qual carteiro as levara.. ao destino chegou, e devem estar bem guardadas!

    Resolvi trabalhar para os correios também.. rsrs.. e me pediram pra entregar cartas com gente dentro, com essências e verdades.. olha lá na tua caixinha, porque sempre tem uma mesmo quando em silêncio a entrega chega, sem despertar o latido do cachorro!! ^^

    Um beijo... sua escrita é cheia de encanto, não esquece! ;)

    ResponderExcluir
  2. Eu bem entendo de coisas que não esqueçemos... por mais que agente tente são "grandes demais pra esqueçer"...

    Como sempre que leio algo que vem de você... me encanto como se fosse a primeira vez... realmente um achado!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse texto... As cartas não enviadas, tudo o mais que poderia acontecer se elas fossem entregues... a saudade... Amei a parte do perfume! Ficou linda de morrer^^

    Saudades!
    bjoo

    ResponderExcluir

""Erótica é a alma""

Adélia Prado